COMISSÃO DE ORGANIZAÇÃO LOCAL - COL
O Primeiro Simpósio Nacional de Gestão e Engenharia Urbana (I SINGEURB) é um evento de âmbito nacional que tem o objetivo de debater e abordar questões multidisciplinares com o tema: “Cidades e objetivos do desenvolvimento sustentável”.
O simpósio surgiu como um desdobramento de outros eventos como o SIMPGEU (Simpósio de Pós-Graduação em Engenharia Urbana) e o ENURB (Encontro Nacional de Tecnologia Urbana), expandindo as linhas temáticas e englobando outras áreas do conhecimento.
A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) irá sediar o evento entre os dias 25 e 27 de outubro de 2017, com palestras, sessões técnicas, oficinas, minicursos e apresentação de trabalhos técnicos e científicos, recebendo alunos, professores, pesquisadores e profissionais atuantes no setor de todas as partes do Brasil.
A iniciativa do evento é do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Urbana, em conjunto com o GT Urbano da ANTAC (Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído) e a Pró Reitoria de Extensão da Universidade de São Carlos, sob o gerenciamento da Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FAI UFSCar. Além da UFSCar, a iniciativa conta ainda com apoio de pesquisadores das Universidades de São Paulo e de Passo Fundo (RS), os quais colaboram na concepção do escopo científico do evento, na divulgação, na organização e na promoção para a participação de estudantes e pesquisadores do mundo todo.
Diversas comissões foram formadas para facilitar a distribuição de tarefas, o gerenciamento das atividades e o monitoramento dos prazos pré-estabelecidos. As comissões do simpósio são responsáveis tanto pelas questões científicas e acadêmicas quanto por aquelas relativas à programação, promovendo a divulgação, os princípios da sustentabilidade e a integração dos participantes, de acordo com a infraestrutura necessária para a realização do evento.
A partir das premissas de delegar tarefas, distribuir as responsabilidade e agilizar os processos de tomadas de decisão, foram formadas a Comissão de Organização Local – COL, a Comissão de Trabalhos Técnicos – CTT, a Comissão de Sustentabilidade – CS, a Comissão de Infraestrutura – CI, a Comissão de Programação, a Comissão de Divulgação – CD e a Comissão de Recursos Financeiros. 
A Comissão de Organização Local, coordenada pelo Professor Bernardo Arantes Teixeira do Nascimento é formada por membros das diversas comissões que se reúnem semanalmente desde Setembro de 2016 para discutir e deliberar sobre os assuntos pertinentes ao evento. Assim, as informações são constantemente compartilhadas de modo a estimular a interação entre os membros e garantir à gestão transparente e democrática do evento.

COMISSÃO DE DIVULGAÇÃO
 Uma comissão composta por 15 membros entre professores e alunos de doutorado, pós-doutorado e mestrado, liderados pela professora Doutoranda Yanayne Benetti, está trabalhando com o objetivo de divulgar informações pertinentes ao I SINGEURB (Primeiro Simpósio Nacional de Gestão e Engenharia Urbana).
Até o momento, a Comissão de Divulgação se encarregou de montar e gerenciar a página oficial do evento na internet, de elaborar os cartazes de divulgação, criar a página no Facebook, estabelecer os contatos com as instituições de ensino superior, distribuir os diversos convites para possíveis patrocinadores, fotografar as reuniões e enviar os convites para os interessados.
Devido à diversidade e complexidade das atividades desenvolvidas em conjunto com a Comissão de Trabalhos Técnicos, com o Setor de Assessoria de Imprensa da FAI UFSCar e com a Comissão de Organização Local, foram criados boletins informativos, os quais têm sido divulgados através da página oficial do evento https://singeurb2017.faiufscar.com, no Facebook e na página da FAI-UFSCar http://www.fai.ufscar.br .
Outra iniciativa criada em conjunto com a Comissão de Trabalhos Técnicos e o Setor de Assessoria de Imprensa da FAI UFSCar foi à sequência de entrevistas desenvolvida com pesquisadores de reconhecida atuação nas áreas de Gestão e Engenharia Urbana, como a do Professor Alex Abiko, Karin Marins, ambos da Universidade de São Paulo, com a Professora Luciana Gonçalves da UFSCar e Rosa Kalil, Presidente da ANTAC e professora da Universidade de Passo Fundo, as quais repercutiram nacionalmente e podem ser acessadas na página oficial do evento.
Os próximos objetivos são reforçar as parcerias com os patrocinadores, trabalhar em conjunto com a Comissão de Infraestrutura para acolher os stands dos patrocinadores e aprimorar o sistema de divulgação, de forma a organizar o posicionamento das faixas, dos banners e dos totens durante a realização do evento que acontece na Universidade Federal de São Carlos entre os dias 25 e 27 de outubro de 2017.
Em geral, a Comissão de Divulgação tem desempenhando um papel de suma importância para o aumento da visibilidade do evento que irá abordar o tema: “Cidades e objetivos do desenvolvimento sustentável”, em todo meio acadêmico, tanto em âmbito regional quanto nacional e internacional.
Os resultados das campanhas de divulgação puderam ser notados de acordo com a abrangência de interessados e a origem dos participantes, ou seja, embora o evento tenha sido idealizado para consolidar nacionalmente as linhas de pesquisa desenvolvidas no Brasil, houve um grande número de interessados em diversos países.
Em uma primeira etapa de submissão de trabalhos, por exemplo, foram recebidos 697 resumos de trabalhos científicos provenientes de 17 Estados brasileiros e de 5 diferentes países, entre eles, México, Argentina, França, Portugal e Austrália, fato que comprova e relevância dos assuntos abordados no SINGEURB, o interesse da comunidade acadêmica e a urgência em se estabelecer as parcerias acadêmicas com a sociedade civil.  

COMISSÃO DE PROGRAMAÇÃO
Os objetivos da Comissão de Programação do Primeiro Simpósio Nacional de Gestão e Engenharia Urbana (SINGEURB 2017) é atuar na organização e na estruturação do evento, visando o planejamento das diferentes atividades que o compõem, tais como, a realização de Mesas Redondas, Conferências, a apresentação de Trabalhos Técnicos de forma oral e por meio de pôsteres, e a realização de Oficinas e Mini-Cursos.
Liderada pela professora Dr. Sandra Regina Mota a comissão é composta por uma equipe de professores e alunos de doutorado e mestrado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Urbana.
A equipe tem realizado a simulação da programação geral e proposto os temas multidisciplinares das mesas redondas e conferências juntamente com a Comissão de Trabalhos Técnicos (CTT) e de Infraestrutura (CI), discutindo e submetendo as propostas no âmbito da Comissão de Organização Local. Além disso, realizou os contatos com potenciais convidados para integrar as atividades, organizando e atualizando permanentemente o painel geral de programação de acordo com a disponibilidade e interesse dos convidados.
Entre os próximos objetivos da comissão estão a consolidação dos contatos com pesquisadores para compor as atividades e distribuir os trabalhos técnicos de acordo com as 7 áreas abordadas no evento. Desta forma, procura-se evitar que ocorram atividades simultâneas com o mesmo perfil de interesse.
Durante o evento que acontece na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) de 25 a 27 de outubro abordando questões multidisciplinares com o tema: “Cidades e objetivos do desenvolvimento sustentável”, a comissão de programação fornecerá o suporte necessário para que o cronograma planejado seja efetivamente cumprido nos horários estabelecidos e com a maior qualidade possível, buscando minimizar situações de imprevistos.


COMISSÃO DE TRABALHOS TÉCNICOS - CTT
A Comissão de Trabalhos Técnicos (CTT), coordenada pelo professor Dr. Erico Masiero, está encarregada pela proposição dos temas a serem abordados, pelo estabelecimento das regras para submissão e avaliação dos artigos científicos e pelos convites aos participantes, os quais são, em sua maioria, estudantes de pós-graduação, pesquisadores, professores, gestores urbanos e estudantes de cursos de graduação das áreas afeitas a gestão e a Engenharia Urbana. Em suma, a CTT organiza o material técnico científico e divulga os resultados do Simpósio para a comunidade acadêmica.
O tema geral proposto para a primeira edição do evento é embasado nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pelas metas internacionais da Organização das Nações Unidas (ONU), os quais devem ser implementados por todos os países do mundo durante os próximos 15 anos, até 2030.
Devido a enorme abrangência do tema geral – ODS – houve a necessidade do estabelecimento de 7 eixos temáticos por questões didáticas, sendo, Geotecnia e Geoprocessamento, Gestão e Planejamento Urbano, Habitação, Saneamento e Recursos Hídricos, Tecnologias Aplicadas, Transportes e Mobilidade e Urbanismo; e ainda ramificados em outros 41 subtemas, como por exemplo, Governança Metropolitana, Habitação de Interesse Social, Resíduos Sólidos e Segurança de Tráfego, entre outras.
Para a realização das atividades da CTT, uma equipe composta por professores e alunos do Curso de Pós-Graduação em Engenharia Urbana da UFSCar foi criada para intermediar o recebimento dos artigos científicos, avaliá-los e a classificá-los de acordo com as áreas de abordagem e as sessões técnicas. A CTT ainda conta com a Comissão de Avaliação de Artigos Completos (CAAC), a qual é composta por 192 renomados pesquisadores doutores de diversas instituições nacionais e internacionais. Tal comissão tem a responsabilidade de selecionar os trabalhos com mérito acadêmico que devem compor os Anais do SINGEURB 2017.
Até o presente momento, a comissão já elaborou as instruções e normas de envio dos trabalhos, estabelecendo os prazos para as duas etapas de avaliação, uma para resumos e outra para trabalhos completos submetidos por cada autor. No momento, coordena as avaliações pelos pares de artigos de acordo com a qualidade técnica exigindo, principalmente, assuntos inovadores, relevantes para a política urbana, que contribuam com a qualidade de vida e esteja comprometido com a sustentabilidade.
O Simpósio recebeu, ao todo, 396 artigos nos 7 eixos temáticos, dos quais 81% foram aceitos para publicação integral nos Anais e serão apresentados presencialmente em formato de pôster ou oral durante os 3 dias.
Quando a etapa de avaliação estiver totalmente finalizada e as inscrições de autores estiverem consolidadas, a CTT se encarregará de organizar os Anais do evento, apresentando o estado da arte em termos científicos e tecnológicos relativos às conquistas e avanços do conhecimento da Gestão e da Engenharia Urbana. Todos os avaliadores e participantes do evento receberão os certificados de participação, de apresentação ou de avaliador, de modo a garantir o reconhecimento do trabalho de cada um.
A CTT também contribui para a realização dos debates organizando as mesas redondas, os minicursos e workshops, além de promover parcerias em pesquisa, ensino e extensão universitária com a comunidade acadêmica, de modo a estreitar os laços entre as instituições e seus participantes. Além disso, as apresentações dos trabalhos serão avaliadas pelo corpo editorial, contribuindo para o refinamento da divulgação dos resultados do evento e suas principais contribuições para a sociedade.


COMISSÃO DE INFRAESTRUTURA
A Comissão de Infraestrutura (CI) do Primeiro Simpósio Nacional de Gestão e Engenharia Urbana (I SINGEURB) tem a responsabilidade de equacionar as necessidades do evento à estrutura física. Para sua realização é necessário que todas as demandas sejam levantadas previamente para que as instalações sejam providenciadas e disponibilizadas com a melhor qualidade possível. Assim, a CI se encarrega de reservar os espaços físicos para a realização das palestras, das mesas redondas das sessões técnicas, além da organização dos expositores para os patrocinadores e dos coffe-breaks.
A comissão é liderada pela Professora Dra. Denise Balestrero Menezes do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Urbana e conta com uma equipe de voluntários de estudantes de pós graduação para organizar o processo de recepção dos participantes. A CI conta também com a Coordenadoria de Apoio a Eventos da UFSCar, a qual reserva os espaços e determina as regras de usos.
Para a realização do SINGEURB que acontece entre os dias 25 e 27 de outubro de 2017 na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), estão disponíveis 3 auditórios, duas áreas de convivência, 2 laboratórios e 3 salas de apresentações. As principais palestras e mesas redondas do evento ocorrerão no Teatro Universitário Florestan Fernandes que recebeu este nome em homenagem póstuma prestada pela instituição ao emérito sociólogo e educador brasileiro. O auditório possui capacidade para acomodar 420 pessoas sentadas, conta com um sistema de ar condicionado e sistema de sonorização para palestras.
O segundo espaço para realização de palestras é o Anfiteatro Bento Prado Junior que fica localizado na Avenida Biblioteca Comunitária, nas proximidades da Secretaria de Informática, na área norte da UFSCar Campus São Carlos. Com capacidade para 180 pessoas sentadas, possui prancheta nas poltronas, sistema de sonorização para palestras e projetores multimídia, para melhor comodidade conta ainda com sistema de ar condicionado. O anfiteatro possui um anexo climatizado, espaço destinado para coffee-breaks, exposições e recepções.
 O terceiro auditório é o do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas, localizado em frente à Biblioteca Comunitária. Possui uma capacidade de 98 lugares, ar condicionado, sanitários e equipamento áudio visual.
 Os espaços de convivência, coffee-break e exposição de painéis ficam próximo ao Auditório Florestan Fernandes, no piso térreo da Biblioteca Comunitária. Além da Biblioteca Comunitária, o espaço conta ainda com uma lanchonete, uma livraria, sede da Editora UFSCar e acesso fácil para pontos de transporte coletivo e sanitários.
 Adjacentes ao espaço de convivência estão as três salas de apresentação que serão utilizadas para as apresentações orais de trabalhos, duas delas possuem 78 lugares e uma, 48.